Jardim Botânico do Recife realiza reflorestamento ambiental

Ação contou com o plantio de cerca de 25 mudas que foram germinadas no viveiro ambiental do espaço

 

Com o objetivo de  contribuir para a preservação e restauração do bioma Mata Atlântica, o Jardim Botânico do Recife (JBR), equipamento ambiental ligado à Prefeitura, realizou, na última sexta-feira (9), o plantio de 25 mudas de três espécies.  Ao longo do ano, diferentes etapas são desenvolvidas no JBR, com coleta de sementes, produção de mudas no viveiro, poda e demais cuidados para que as espécies sejam reintroduzidas na natureza.  

 

Segundo a engenheira florestal e analista do JBR, Ladivania Nascimento, na etapa de plantio feita no Jardim Botânico foram utilizadas espécies com vários benefícios e aplicabilidade como a Banana-do-papagaio (Himathatus bracteatus), o genipapinho (Tocoyena brasiliensis) e a jabuticaba do Cerrado (Eugenia bimarginata).

 

 “A banana-do-papagaio possui propriedades medicinais e é usada como cicatrizante e vermicida. O genipapinho é conhecido por sua ação antiinflamatória e é comumente usado para tratamento de inflamações ósseas e musculares, inchaços e também como calmante cardíaco. A Jabuticaba-do-Cerrado, por sua vez, produz frutos que podem ser consumidos in natura, suas flores produzem néctar e pólen para abelhas nativas. Seu nome indígena é Cangoba, cujo significado é erva utilizada para fazer chá, o que explica o uso que se dá para suas folhas”, comenta Ladivania. 

 

Ela esclarece que o trabalho de recomposição de floresta deve acontecer durante o inverno, no período das chuvas, que em  Pernambuco ocorre de maio a julho. De acordo com a engenheira florestal, a ação se torna mais econômica, uma vez que dispensa o gasto com irrigação.  

 

O processo de produção de mudas no JBR passa por uma série de etapas: após serem coletadas, as sementes são processadas, pesadas e encaminhadas para armazenamento em germoplasma, uma câmara fria que mantém as sementes viáveis por mais tempo. Em seguida, as sementes são germinadas na casa de vegetação, sendo transplantadas para recipientes adequados ao desenvolvimento em viveiro, onde seu crescimento será acompanhado. Quando as mudas atingem altura superior a 1,50m são  destinadas à arborização urbana ou são encaminhadas para restauração de unidades protegidas.  

 

Essas e outras espécies podem ser encontradas no Jardim Botânico do Recife. O equipamento ambiental oferece aos seus visitantes a chance de contemplar a beleza e a diversidade da fauna e flora da Mata Atlântica. O JBR está aberto para visitações espontâneas das terças aos domingos, das 09h às 15h, com entrada gratuita e uso de máscara obrigatório.

Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade

Rua Fernando César, nº 65, Encruzilhada. Recife - PE - CEP 52041-170, (8h às 12h: atendimento ao público)

 

Desenvolvido pela Emprel