Em ação inédita, PCR realiza plantio de mudas no Hospital da Mulher do Recife para compensar emissões de CO2 geradas durante evento

Em ação inédita, PCR realiza plantio de mudas no Hospital da Mulher do Recife para compensar emissões de CO2 geradas durante evento

 

Serão plantadas 33 árvores para neutralizar o impacto ambiental causado pelo  workshop de lançamento do LEDS Lab. Cálculo foi feito pelo aplicativo Ecoevento, após contabilizar em tempo real as emissões de gases de efeito estufa

 

Com ação inédita, a Prefeitura do Recife reforça o compromisso com a Emergência Climática ao realizar uma compensação ambiental na área verde do Hospital da Mulher do Recife, nesta sexta-feira (14), às 9h. Serão plantadas 33 árvores, correspondente às emissões de gases de efeito estufa geradas durante o workshop de lançamento do LEDS Lab, que ocorreu no último dia 27 de janeiro. Na ocasião, uma calculadora de emissões de GEE quantificou em tempo real o impacto ambiental, quando foram emitidos 4.425, 94 kg de CO2.

 

O cálculo da compensação foi gerado por meio do aplicativo Ecoevento, fruto de uma parceria entre a Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade do Recife com a CF Engenharia, após um levantamento detalhado de consumo de energia elétrica, gastos de combustíveis em automóveis, viagens aéreas e lixo produzido. Nos cálculos, são considerados fatores de emissão de CO2 equivalente de metodologias do Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas (IPCC), da Fundação GHG Protocol e do Ministério de Ciência e Tecnologia. Estudos revelam que a cada tonelada de emissão de Gás Carbônico é necessário o plantio de 7,14 árvores para que o planeta não sofra os danos causados por esta emissão. Diante disso, será necessário o plantio de 33 árvores para compensar os 4.425, 94 kg de CO2 emitidos durante o workshop.

 

O deslocamento dos participantes que vieram de outros estados como São Paulo, Rio de Janeiro e Ceará somou 67% em horas de vôo correspondente às emissões, 24% está relacionado ao transporte por meio de veículos usados para o evento e 9% dividido entre montagem, alimentação (coffee break e almoço) e consumo de energia.É uma iniciativa importante para mitigar os impactos ambientais decorrentes desses encontros e mostrar a preocupação em estimular projetos sustentáveis. Ao calcular e compensar as emissões de gases de efeito estufa, estamos dando um passo importante no tema das mudanças climáticas. Isso vai sendo somado e incorporado aos trabalhos de reflorestamento executados pela Prefeitura”, enfatiza o secretário de Meio Ambiente e Sustentabilidade, José Neves Filho.

 

O plantio de árvores é fundamental para combater as mudanças climáticas, ou seja, quanto maior for o evento, mais árvores deverão ser plantadas para captar CO2 e armazená-lo em forma de biomassa, retirando assim os gases da atmosfera. A Prefeitura do Recife, desta forma, inova ao neutralizar o impacto gerado por um evento, sendo este o primeiro do Nordeste a contabilizar as emissões em tempo real e conhecer a extensão do impacto gerado, podendo identificar oportunidades de redução de emissão. 

 

 

A compensação ou neutralização de carbono melhora a qualidade de vida das pessoas e promove o uso sustentável de áreas verdes, com destaque para o mapeamento das oportunidades de redução de GEEs. A medida inovadora reforça ainda mais o compromisso do prefeito Geraldo Julio com a agenda climática, que inclui lançamento do Plano de Adaptação Climática do Recife, o decreto que declara o Reconhecimento à Emergência Climática Global pelo Município do Recife, a primeira cidade do Brasil a fazer esse reconhecimento e também com pioneirismo em todo o país, o Recife se tornou a primeira cidade a incluir na grade curricular da rede pública de ensino a matéria Sustentabilidade e Emergência Climática.

SOLICITAÇÃO DE ALVARÁ SONORO PARA EVENTOS E SECRETARIA EXECUTIVA DE SUSTENTABILIDADE

Rua Fernando César, nº 65, Encruzilhada. Recife - PE - CEP 52041-170, (8h às 13h: atendimento ao público)

 

Desenvolvido pela Emprel